Putas, bêbados ou o fado que veio de barco?
Tuesday, September 25, 2018.

Os ingleses adoram fado – dizem.
A maioria das pessoas não sabe o significado da palavra Fado. Nem nós vamos explicar isso aqui.
Vamos antes falar de Fate. Mudam algumas letras mas a musica é toda a mesma.
Pelas deslocações marítimas, os portugueses inventaram uma mistura que “contaminou” o Mundo. Muitos dos mestiços do Mundo, são culpa dos portugueses.
De vingança, os escravos africanos levaram para o Brasil a sua história de escravatura. Sabendo que não voltariam a casa e que a partida era definitiva, os nativos deram-lhe a palavra “destino” e assim o Fado desembarca em Portugal pela mão dos descobrimentos.
Coincidência ou não, que a actual diva do Fado seja a Mariza que é africana –  Moçambique.
É com esta história que Fate acontece levando o Fado a ser descriminado por ser cantado por putas e bêbados de onde ainda hoje se tira o Fado Vadio.
Com o tempo, os ricos descobriram que ter fado numa festa privada era a degradação e por aí o fado subiu as suas paredes até ser o Fado que é hoje.
É assim que um grupo de portugueses se apresenta em Bournemouth, Sul de Inglaterra.
Na mesma medida em que passa o milímetro de filme, o palco deixa acontecer fado de uma forma como nunca foi visto. É a Inglaterra tentacular na cultura de todos nós ou o Fado feito espectáculo.
Com uma imagem de mistura de 40 diferentes fados, oferece um filme de 40 parágrafos em tela de cinema. O Fado, desde Mariza até ao Fate e todas as outras “Amálias” que Portugal sabe inventar.
Brevemente em Londres.

NOTICIAS RELACIONADAS

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *