Delegação parlamentar veio a Londres e Manchester
Monday, June 17, 2019.

Uma delegação da Comissão Parlamentar das Comunidades deslocou-se a Londres para um conjunto de contactos no sentido de colher informação sobre o Brexit.

West Norwood – Londres

A delegação que integrou a generalidade dos partidos representados na Assembleia da República, reuniu com o presidente do Exiting the EU Committee, Hilary Ben, marcou presença nos consulados de Londres e Manchester e na Embaixada de Londres onde foi recebida uma representação da Comunidade Portuguesa.

Na abertura da reunião que o delegação manteve com alguns membros da Comunidade Portuguesa em Londres, Sérgio Sousa Pinto, Presidente da Comissão, lamentou que os contactos com os parlamentares britânicos não tenha fornecido a informação que esta delegação procurava. “Os nossos colegas ingleses estão muito baralhados e vivem dias de incerteza” a- afirmou o parlamentar.

Afro Português Restaurante em Barking

Para Sérgio Sousa Pinto “as respostas são insuficientes porque os nossos colegas também estão a viver a mesma incerteza. O parlamento está virtualmente fechado. Os deputados estão absorvidos sobretudo com a questão da liderança do partido Conservador e do próximo primeiro-ministro” – disse na reunião.

O Reino Unido, continua a aguardar a eleição do sussessor de Theresa May e o dossier do Brexit estará literalmente parado a acreditar nas palavras do chefe da delegação.

Importador e distribuidor de produtos portugueses

Apesar de todas as incertezas, os contactos entre os representantes de ambos os parlamentos, deixou claro que todas as forças estão empenhadas em acautelar os interesses da Comunidade Portuguesa no Reino Unido.

Com Sérgio Sousa Pinto, viajaram Carlos Alberto Gonçalves e Paulo Neves, do PSD, Paulo Pisco e Marcos Perestrelo, do PS, João Gonçalves Pereira do CDS/PP e Maria Manuel Rola do Bloco de Esquerda.

Para além do brexit e das condições para os cidadão europeus, foi ainda abordada a questão de estes poderem ou continuarem a poder votar e a serem eleitos nas eleições locais como tem acontecido até aqui e que a partir de 31 de outubro poderá ou não continuar em vigor.

Para já, apenas a Espanha tem um acordo bilateral já concluído para que os britânicos a residir em Espanha e os espanhóis a residir no Reino unido possam continuar a exercer esse direito. Em relação a Portugal, esta situação está prevista no plano de contingência aprovado este anoem que os direitos continuarão a funcionar em caso de reciprocidade.

Transportes e mudanças

O funcionamento do Consulado de Portugal em Londres foi outro dos assuntos abordados com o registo de opiniões que este posto tem mostrado melhorias ao nível do atendimento e na celeridade da marcação de actos consulares “embora haja ainda um longo caminho a percorrer” disse o chefe da delegação que afirma serem os portugueses na Venezuela e no Reino unido os que mais preocupações levantam na Assemblea da República.

Também os serviços sociais prestados aos idosos e a documentação de crianças nascidas no Reino Unido foram preocupações demonstradas por vários membros da Comunidade que estiveram presentes.

A delegação seguiu para manchester depois de ter concluido os contactos na Embaixada de Portugal que foi recebida pelo embaixador Manuel Lobo Antunes.

PN/Londres

NOTICIAS RELACIONADAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *