Centro Desportivo e Cultural Português de Londres encerra restaurante por ordem judicial
Friday, April 10, 2020.

O Centro Desportivo e Cultural Português em Stockwell (Londres) tem atravessado nos últimos meses alguns desesperos que o Palop News tem vindo a acompanhar.

Com uma história quase tão longa como a própria Comunidade em Londres, aquilo que começou por ser uma associação vocacionada para a Comunidade Madeirense, acabou por mudar de nome para melhor se identificar com toda a Comunidade Portuguesa.

No plano de actividades, o Grupo Desportivo e Cultural Português de Londres, desenvolveu a sua actividade no futebol e no folclore.

Se no futebol o Clube se distinguiu pela organização de torneios, no folclore, a mesma estrutura apareceu em centenas de eventos ao longo dos anos em lugares um pouco por todo o Reino Unido e mesmo em outros países.

Alimentação sem Glúten 100%

Antes distribuída por dois edifícios, um alugado e outro propriedade própria, o Clube que antes foi identificado como associação, esta estrutura está hoje condicionada ao edifício único de que é proprietário.

Em Agosto de 2009, o espaço de restaurante situado no rés-do-chão do edifício próprio foi alugado a José Pinto que desde essa data tem vindo a explorar o espaço de restauração.

Segundo José Manuel de Sousa, Presidente da Direcção do Clube desde 2009, “José Pinto deixou de pagar a renda do espaço desde Março de 2019”.

Café Restaurante (SE27)

Por seu turno, José Pinto alega razões de conservação do espaço para ter deixado de pagar a renda. “Há janelas por reparar que deixam entrar frio que é o desconforto dos clientes. Chove na cozinha” – diz José Pinto como razões para ter deixado de pagar a renda para adiantar: “Falei com eles várias vezes e nunca atenderam as minhas reclamações” – remata.

A questão essencial que atraiu a atenção do Palop News, surge quando a dirigir o estabelecimento aparece Adolphe Massamba conhecido pelo nome falso Alex Maxwell que é também um falso advogado identificado pelo Palop News em Dezembro de 2015 (A partir da página 13 – ou online ) passa a gerir o espaço de restauração desde 1 de Agosto de 2019.

Foi com a gestão deste falso advogado que um fundador e dirigente do clube Grupo Desportivo e Cultural Português de nome Felisberto Serrão, foi alegadamente agredido sem que disso tivesse resultado queixa policial. Já José Manuel de Sousa, declara ao Palop News que foi impedido de entrar nas instalações. Recorde-se que o espaço alugado a José Pinto então sobre a gestão de Adolphe Massamba é apenas o espaço do rés-do-chão enquanto que nos pisos superiores se encontra a sala da Direcção e troféus do clube que já foi visitado por inúmeras figuras públicas portuguesas ao longo dos anos da sua existência. Assim, o senhorio foi impedido de aceder ao espaço sua propriedade não tendo outro ponto de acesso que não a porta principal.

Afro Português Restaurante em Barking

Para acederem ao espaço, o Presidente, a secretária e mesmo um “trustee” da instituição tiveram que recorrer a ordem judicial.

De estranhar, os portugueses que apesar de terem conhecimento do que tem vindo a acontecer, continuarem a frequentar o estabelecimento numa clara demonstração de desinteresse pelo que se passa na Comunidade em favor de um personagem (Alex Maxwell) que tem um percurso na Comunidade de Língua Portuguesa em Londres a todos os títulos duvidosa.

A 17 de Janeiro de 2020, pela madrugada, a porta do estabelecimento foi selada por ordem do Tribunal aguardando-se agora a reabertura nas mãos do proprietário.

Sobre o Grupo Desportivo e Cultural Português, o registo de não haver actividade associativa nos últimos anos que regista uma ausência de actos eleitorais, de actividade quer no futebol quer no folclore.

PN/Londres

21 Janeiro 2020

NOTICIAS RELACIONADAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *