9 mil livros chegaram a Londres
Sunday, November 18, 2018.

9000 livros é o resultado do esforço feito pela associação portuguesa Karingana wa Karingana que no dialeto de Moçambique significa “Era uma vez”.
Foi com este slogan que se levantou uma campanha que resultou 200 mil livros para Moçambique, 100 mil para Timor Leste e que foram distribuíos no território pela GNR portuguesa.
Serviços de tradução

Segundo palavras proferidas por António Gouveia, vice presidente desta associação, dos livros que sobraram, foi possível enviar nove mil livros que foram oferecidos á Comunidade de Língua Portuguesa no Reino Unido, havendo ainda a perspetiva de se enviarem alguns exemplares para outros locais, tendo este responsável referido S. Tomé e Princípe e Cabo Verde.
“Foi três meses atrás que surgiu a ideia de se enviarem livros para a comunidade no Reino Unido e rápidamente pusemos a campanha a funcionar, refere o mesmo responsável.
No Reino Unido, o Banco Millenium/BCP articulou com a Coordenação do Ensino do Português que fará a gestão da distribuição dos livros pelas associações e escolas onde se verifique afluência que justifique.
Em Portugal, continua a campanha de recolha de livros a envolver uma coluna de voluntários que encontram formas de fazer chegar os livros a quem deles precisa.


“Queremos que os livros cheguem ás pessoas para que possam aprender português” – refere o responsável da Karingana wa Karingana na sua deslocação a Londres.
Por seu turno, na cerimónia de apresentação do projeto, o Embaixador de Portugal, João de Vallera, refere-se á Lingua Portuguesa como “o nosso ouro”, tendo simbólicamente entregue um conjunto de livros ao Diretor da Escola Lilian Baylis Tschnology School a Sul de Londres que recebeu um lote maior mas não especificado.

O transporte dos livros desde Lisboa até Londres, foi gentilmente oferecido pela Varina com o apoio do seu proprietário Viriato Campos.
“Da campanha inicial que rendeu 300 mil livros, temos ainda alguns em armazém” refere o responsável associativo.
Para os que falam português no Reino Unido, fica a história de um donativo que dirá sempre a mesma coisa. “Era uma vez um livro, era uma vez uma história, era uma vez uma Língua que é de todos nós”.

NOTICIAS RELACIONADAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *