Portuguesa a viver no Reino Unido representou Portugal na Albânia e na China
Monday, April 22, 2019.

Eliane Sousa é uma jovem de origem angolana com nacionalidade portuguesa a viver no Reino Unido e representou a Comunidade Portuguesa na Final Nacional no concurso Miss Queen Portugal. Daí, foi representar Portugal internacionalmente e é este o percurso que se abre para as jovens que a viver no Reino Unido tenham identificação portuguesa em 2019.

Acabada de completar o seu mestrado de Comunicação em Desenvolvimento Internacional, Eliane Sousa conta nesta entrevista o fantástico percurso que teve e que agora está ao alcance de outras jovens que pretendam ver a sua vida mudada como nos é referido pela nossa entrevistada.

Advogada Britânica

Quando se candidatou, estava no seu percurso entre o fim da licenciatura e o mestrado que entretanto veio a concluir. “Não sinto que a minha candidatura tenha afectado os meus estudos até pela diferença de tempo em que decorreram os desfiles e a época escolar. Contudo, quando estava a fazer o meu mestrado eu tive que me ausentar durante duas semanas porque no Concurso Nacional eu tinha sido classificada para representar Portugal no concurso Miss Globe International e tive que ir representar Portugal na Albânia. Mas isso não afectou os meus estudos. Quando regressei pude recuperar a matéria que tinha perdido e tudo correu bem” – diz Eliane Sousa.

A candidata a viver no Reno Unido, inscreveu-se directamente para Portugal no concurso Miss Queen Portugal que encontrou nas redes sociais. Na altura, a Organização em Portugal não tinha ainda conecção no Reino Unido no ano de 2017. Foi então que a Organização decidiu recomeçar o concurso no Reino Unido e para o efeito foi escolhida a parceria Miss Portuguese World filiada do jornal Palop News.

Caixa Geral Depósitos

Antes de se candidatar, Eliane Sousa confrontou-se com a pergunta que todas as candidatas fazem para si mesmas sobre as possibilidades de serem eleitas. “Será que vou ganhar? Será que eu tenho o pacote completo para ganhar o Concurso?” – terá sido a principal pergunta que Eliane Sousa fez a si mesma.

Outra das questões que Eliane Sousa teve que enfrentar antes de se candidatar, teve a ver com a exposição que o concurso promove ás candidatas. “Pensei que talvez tivesse alguma vergonha mas depois isso passou”.

– Vergonha de quê? – Quisemos saber.

– Creio que seja alguma falta de confiança que nós mulheres temos no princípio porque um concurso de beleza acaba por dar alguma exposição mas depois de participar no concurso, eu senti-me mais confiante em mim mesma” – refere a candidata que representou Portugal.

Eliana Sousa refere que o concurso serviu para elevar a sua auto-estima e que tem hoje uma maior auto-confiança. “Com certeza”.

“Penso que a experiência me deu maior capacidade para enfrentar os meus obstáculos pessoais. Sinto-me mais empoderada e mais capaz não apenas pelo facto de ser um concurso de beleza mas por outros detalhes que a experiência me deu” – refere a Miss Eliane para descrever que “o facto de ter saído da sua zona de conforto abriu oportunidades que eu não tinha tido até então como dar entrevistas a jornalistas ou apresentar o meu projecto para o Ambiente e o convívio com pessoas de influência. Tudo isso contribuiu para que eu hoje confie mais em mim”.

Como Miss, competiu a Eliane Sousa apresentar um projecto na área Ambiental que lhe abrira a oportunidade de falar para pessoas influentes sobre o turismo sustentável em Portugal. De resto, o Ambiente foi o objectivo do concurso que contou com a representante da Comunidade Portuguesa no Reino Unido. “Naquele ano, cada candidata escolheu um projecto que poderia trazer algo de positivo para Portugal ou pela cidade que estivéssemos a representar” – refere a nossa entrevistada.

Recolha de todo o tipo de lixos

Eliane Sousa recorda o percurso da sua colega Telma Madeira que pode continuar com o seu projecto também na área do Ambiente. Apesar de não haver um painel de comunicação no âmbito do Concurso, Eliane Sousa procurou por iniciativa própria ligações de contacto com vista ao voluntariado junto da Comunidade no Reino Unido. “Tive oportunidade de estar em alguns eventos acompanhada por pessoas da diplomacia portuguesa no Reino Unido e isso foi mais uma das coisas que não teria acontecido se eu não me tivesse candidatado” – diz.

Quanto ao apoio da família, Eliane teve que se confrontar com dois ângulos distintos. “A minha mãe aceitou de imediato e o meu pai hesitou um pouco para depois a família no seu conjunto me dar todo o apoio possível. Não foi difícil convencer o meu pai depois que ele viu a honestidade do concurso e que poderia ser uma oportunidade para abrir outras portas para mim” – recorda.

Cabeleireiro NW10

Eliane Sousa assume que foi o que veio a acontecer. “Conheci várias pessoas de influência que hoje me podem acompanhar na caminhada dos meus projectos inclusive de um dia poder prestar apoio junto de uma Embaixada e há outras portas que se abriram. Não foi apenas representar Portugal a nível internacional como assumir alguns trabalhos como modelo”.

De resto, para lá dos trabalhos de índole social, as candidatas são chamadas a mostrar a sua performance junto da moda, seja no vestuário, calçado ou acessórios e quando muitas vezes tudo parece funcionar mal, aparece a carreira como modelo fotográfico. As candidatas, nunca saberão as portas que se abrem se nunca forem candidatas e aquelas que já por lá passaram, sabem bem a imensidão de oportunidades que nascem no percurso. “A moda foi uma das portas que se abriram para mim” – diz.

Eliane Sousa acabaria por ser classificada para dois desfiles internacionais de que ficaram amizades de outras candidatas. “Até hoje mantenho contacto frequente com várias candidatas e nenhuma delas vive no Reino Unido. Miss Haiti, Miss Índia, Miss Islândia, Miss Brasil e também uma candidata de Portugal que esteve comigo na China em representação de Portugal enquanto eu representei a Comunidade Portuguesa no Reino Unido” – afirma Eliane Sousa.

West Norwood – Londres

Se eu pudesse dizer alguma coisa às meninas que têm dúvidas sobre se devem ou não apresentar a sua candidatura, eu diria para saírem da sua zona de conforto e participem porque ao sairmos da nossa zona de conforto crescemos e sabemos mais sobre quem somos e estamos a fazer uma coisa diferente que pode abrir portas profissionais como modelo, ou estar exposta de uma forma positiva sendo uma influência na sociedade que todas nós gostaríamos de fazer e por isso motivo todas a que possam participar” – diz Miss Eliane Sousa.

Pare se encontrar uma Miss, não basta porém ter um corpo agradável e um rosto bonito. Para a pontuação existem outros atributos que são pontáveis e que podem fazer a diferença no nome da vencedora. “ Para lá do corpo e do rosto, é necessária uma dose de inteligência e capacidade para se expressar além da personalidade, da educação e do altruísmo. Este último é muito importante. Não é só ganhar a coroa (tiara) para representar Portugal a nível internacional. É preciso ter projectos que façam a diferença nem que seja na vida de uma única pessoa. Ninguém pode ser uma Miss sem altruísmo e essa foi uma das principais razões que me levou a participar” diz a representante da Comunidade Portuguesa do Reino Unido.

Eliane Sousa, mantém alguns projectos que pretende levar em frente mesmo que seja depois de passar o título para outra candidata no concurso de 2019.

No futuro, Eliane Sousa reconhece que vai levar uma história para contar aos seus filhos quando os tiver. “Concerteza. Sem dúvida que ter oportunidade de representar a Comunidade Portuguesa no Reino Unido em Portugal e depois representar Portugal internacionalmente, seja em Lisboa, na Albânia ou na China, são grandes experiências que eu tenho para levar pela minha vida”. Miss Eliane Sousa, afirma mesmo que se um dia tiver uma filha, tentará ser uma influência para que ela seja também uma candidata para poder usufruir das fantásticas experiência que viveu.

Para as candidatas de 2019, a tarefa consiste em encontrar um conjunto de órfãos em Portugal e um sistema de apadrinhamento no Reino Unido. As candidatas são desafiadas a fazer a diferença na vida de alguém…, para toda a vida.

Para te candidatares, basta que envies a palavra candidata pelos seguintes links.

redacao@palopnews.com

Página do Facebook Miss Portuguese World.

Página Facebook Miss Portugal UK

Aceita o nosso desafio e os teus sentidos nunca mais serão os mesmos.

Your senses will never be the same.

PN/Londres

NOTICIAS RELACIONADAS

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *