Palop News, Noticias em Portugues no Reino Unido

  • Aumentar fonte
  • Tamanho normal
  • Diminuir fonte
Home Notícias gerais Notícias gerais Diálogos com a Comunidade com amargos de boca

Diálogos com a Comunidade com amargos de boca

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
Decorreu na Embaixada de Portugal uma sessão «Diálogos com a Comunidade» que contou com a presença de algumas individualidades do Governo britânico no sentido de esclarecer os portugueses que estiveram presentes ao evento.

Para alguns dos presentes, a sessão terá sido esclarecedora sob o ponto de vista das intenções do Governo britânico em relação aos cerca de 3.5 milhões de europeus a viver no Reino Unido. Pessoas mais esclarecidas porém, refutam que a sessão tenha trazido alguma novidade em relação àquilo que já era do domínio público.

No canal da SIC, “Muitas perguntas e poucas respostas para os emigrantes portugueses no Reino unido” foi o nome dado á peça de cobertura do evento que impediu a imprensa de gravar imagens e som de partes da sessão condicionando assim o trabalho dos jornalistas à informação ao público.

“Foram respostas politicamente corretas mas sem qualquer substância acrescentada àquilo que já é do domínio público através dos documentos que têm vindo a ser publicados” – refere Pedro Xavier, empresário na área dos serviços de apoio à Comunidade.

Maria José Seixas disse à Agência Lusa “"Acho que não fiquei satisfeita, porque o Home Office [Ministério da Administração Interna] ainda não está preparado. Eles não nos estão a dar as respostas que nós queremos". O mesmo declarou Conceição Ganhão à mesma Lusa que “declarou não ter ficado nada esclarecida e que os técnicos do Ministério dos Negócios Estrangeiros e do Ministério da Administração Interna disseram foi o que já era conhecido publicamente”. A mesma entrevistada alega que a sessão Diálogos com a Comunidade “informaram sem informar muito, ou porque não têm muitas respostas ou porque não têm muito para dizer, o certo é que as perguntas não foram respondidas" – refere o site da Lusa.

Eu causa, para além do facto de os esclarecimentos não terem sido satisfatórios, está a insegurança de muitos europeus que ainda não sabem o que o futuro lhes poderá reservar. “Acredito que dos 3.5 milhões de europeus a viver no Reino Unido, apenas 600 mil reúnam as condições que estão nas entrelinhas do que foi dito” – refere Pedro Xavier.

Conceição Ganhão, questiona ainda o facto de haver “muitas pessoas que não vão reunir as condições necessárias e não se falou sobre que tipo de apoios serão dadas ás pessoas que tenham que regressar aos seus países de origem”.

O Embaixador de Portugal no Reino Unido Manuel Lobo Antunes, afirmou à imprensa que “muitas perguntas ficaram respondidas mas muitas ficaram por responder”.

“Se o Governo se prepara para exigir dos emigrantes o mesmo que exige dos nativos que pretendem casar com uma pessoa não britânica, então estaremos perante uma exigência que a maioria dos europeus a viver no Reino unido não está em condições de garantir” – afirma Pedro Xavier.

PN

Data: 26 Março 2018 

 

Comentar


Código de segurança
Actualizar


Page Peel Banner

Tradutor

Portuguese English French German Italian Spanish
Faixa publicitária
Faixa publicitária

JoomCategories for JoomGallery