Palop News, Noticias em Portugues no Reino Unido

  • Aumentar fonte
  • Tamanho normal
  • Diminuir fonte
Home Notícias gerais Notícias gerais Empresas enfrentam o Brexit

Empresas enfrentam o Brexit

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
As empresas britânicas começam já a enfrentar as dificuldades impostas pelas incertezas do Brexit.
São mais de 3 mil as empresas portuguesas que exportam para o Reino Unido e que estão apreensivas em relação ao comportamento que vai ser adoptado nas alfândegas. “Torna-se difícil fazer projectos de investimento a curto devido a termos uma grande parcela de exportações para o Reino Unido e não sabemos o que nos espera em termos aduaneiros” – disse Artur Alves, empresário português de visita a Londres.
Richard Branson, o milionário da Virgin, anuncia mesmo o financiamento de uma luta contra o Brexit dado o grande número de empregados das suas empresas não britânicos.
O jornal hispânico distribuído em Londres publicou as preocupações da cadeia Pret a Manger que tem centenas de pontos de venda em Londres e que lamenta não haver britânicos suficientes para colmatar os postos de trabalho disponíveis na empresa.
A cadeia Pret a Manger mencionada pelo El Ibérico, diz mesmo que apenas “um em cada cinquenta candidatos a emprego é britânico” – revela a empresa que tem funcionários de 110 diferentes nacionalidades com uma taxa de 65% de empregados oriundos da Europa.
A pressão exercida pelas empresas pode constituir um argumento para refrear a vontade de alguns deputados eurocépticos que segundo alguns analistas têm Theresa May refém do referendo de Junho de 2016.
As incertezas no comércio internacional e as dificuldades de criação de postos de trabalho para a imigração põe em casa toda uma cadeia industrial e comercial que exige “uma solução rápida” disse Clive Schlee ao referido jornal.
As empresas estão incertas quanto á política de imigração pós-Brexit depois de confirmarem que os jovens ingleses estão menos preparados para entrar no mercado de trabalho do que os imigrantes.
Já depois de ter convocado as eleições para Junho deste ano, Theresa May apresentou o seu programa que prevê uma penalização fiscal para as empresas que admitam imigrantes nos seus quadros.
PN






 

Comentar


Código de segurança
Actualizar


Page Peel Banner

Tradutor

Portuguese English French German Italian Spanish
Faixa publicitária

JoomCategories for JoomGallery