Palop News, Noticias em Portugues no Reino Unido

  • Aumentar fonte
  • Tamanho normal
  • Diminuir fonte

A Arte de Comunicar

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
A comunicação é quase come respirar, já pensou nisso?
A comunicação permite-nos desenvolver e manter relações na nossa vida: a relação interna (comigo) e as relações com outro (seja uma relação próxima, amigo, familiar, social ou profissional). Da mesma forma que o corpo necessita de oxigénio para viver e funcionar também nós necessitamos de uma boa capacidade de comunicar para viver bem, estabelecer e manter relações.
A forma como comunicamos tende a reflectir a forma de como olhamos para vida através do nosso mundo interno: ver, sentir, ouvir e interpretar a realidade que nos rodeia. 
Como é que a sua voz interna fala consigo? Já pensou nisso…. ? É muito crítico e exigente consigo próprio? Julga-se constantemente e imagina que os outros também o estão a julgar? Essa voz fa-lo sentir-se culpado e foca-se consistentemente nos seus erros e nos seus problemas?
Ou a sua voz interna é gentil consigo? Gosta de ver o melhor que tem de si e é positiva? Mesmo quanto tem um problema ou comete um erro, a sua voz interna foca-se em encontrar uma solução em vez de o fazer sentir-se culpado? A sua voz interna ajuda-o a explorar possibilidades e a aprender com os erros? 
Todos temos tendência a ter uma voz interna que desenvolvemos a partir dos nossos relacionamentos primários na infância e se vai desenvolvendo durante a nossa vida com todas as experiencias. Ela nasce da internalização da voz dos nossos pais e figuras significativas na nossa vida.
Por exemplo se uma criança cresce com pais muito exigentes e críticos, que constantemente se focam no que ela esta a fazer mal, esta criança tem tendência a desenvolver uma voz interna mais critica, porque é a realidade que conhece, e uma baixa auto-estima.
Mas se uma criança cresce com experiencias em que os pais apesar de a corrigirem e a ajudarem a melhorar, constantemente comunicam tudo de positivo que ela faz ou alternam com correcções ou criticas construtivas, esta tera tendência a desenvolver uma auto-estima positiva e uma voz interna mais gentil e cooperante.
As experiencias comunicacionais que vivenciamos criam um padrão para a maneira como comunicamos nas nossas vidas.
Muitas pessoas, quando se tornam pais, surpreendem-se ao perceber que reproduzem o comportamento e o discurso paternos. Em alguns causa horror, porque se lembram o quanto não gostavam das criticas constantes do pai e do quanto se sentiam tristes e desvalorizados na infancia. Notam que muitas vezes comunicam em comportamento automático e nem sempre controlam os comentários negativos, gerando por vezes culpa e conflito interno.
Como tal há um exercício de comunicação que eu gosto de dar a todos os pais para praticar com os filhos. Este é um exercício muito simples de como corrigir um comportamneto, ou fazer uma critica construtiva:

1- Fazer um comentário positivo, elogio, sobre a pessoa em questão (tem que ser verdadeiro);
2- Descrever factos: a acção ou erro que necessita correcção de uma forma simples e desprovida de emoção;
3- Dizer de uma forma clara a mudanca de comportamento desejada.

Por exemplo 

O Tiago esta a fazer os trabalhos de casa sem atenção e esta a fazer erros porque simultaneamente esta a ver televisão. O pai ou mãe, perde a paciência e comunica: «Tiago és sempre a mesmo, todos os dias fazes os deveres sem atenção e só fazes erros! Desliga a televisão já !» . Este tipo de comunicação faz com que o Tiago se distancie dos pais cada vez mais ignorando a comunicação, os pais repetem a censura inumeras vezes gerando conflito.

Na nova forma de comunicação os pais dizem:
Tiago és um menino tão inteligente (verdade), quando fazes os deveres a ver TV ficas menos concentrado e fazes mais erros (factos), por favor deliga a TV e faz os deveres atentamente, quando terminares podes liga-la de novo..
Resultado: Tiago fica surpreendido e ouve os pais!

A vantagem deste exercício comunicacional é que não só e bom para usar com filhos , mas também com colegas de trabalho ou nos seus relacionamentos próximos. Sempre que  consistentemente  iniciamos uma comunicação com um comentário positivo a alguém, essa pessoa fica mais aberta para ouvir o que tem para dizer e consequentemente para fazer o que lhe é pedido de uma forma positiva. Pratique  e veja os resultados por si próprio.

 

Page Peel Banner

Tradutor

Portuguese English French German Italian Spanish
Faixa publicitária
Faixa publicitária

JoomCategories for JoomGallery