Palop News, Noticias em Portugues no Reino Unido

  • Aumentar fonte
  • Tamanho normal
  • Diminuir fonte
Home Comunidade Portugal Paulo Pisco chama imigrantes

Paulo Pisco chama imigrantes

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
O cabeça de lista do Partido Socialista pelo círculo da Europa, Paulo Pisco, disse, em entrevista à Lusa, que Portugal não reconhece nem valoriza os emigrantes, defendendo uma representação "eficiente e com peso político" na estrutura de Governo.
"É obvio que na estrutura da nossa sociedade, quer em termos governamentais, quer das instituições, quer até da própria Assembleia da República, há um recuo, uma falta de reconhecimento da importância que as comunidades têm e podem ter para o país", disse Paulo Pisco.
O deputado socialista pela Europa, que se recandidata às eleições de 05 de junho, disse que a atual estrutura de representação dos emigrantes "conseguiu coisas importantes", sublinhando a importância de existir no futuro governo uma secretaria de Estado "efetivamente eficiente, que tenha visibilidade e peso político".
O reconhecimento e a valorização dos portugueses no estrangeiro é um dos domínios em que, segundo Paulo Pisco, "é preciso ir mais longe", usando para isso as estruturas diplomáticas, que deverão ter "maior presença", valorizando aqueles que se destacam em diversas áreas.
Paulo Pisco defendeu ainda uma mudança "cultural" no relacionamento da administração pública com os emigrantes que permita dar resposta às suas necessidades.
O candidato destacou a importância económica das comunidades portuguesas, considerando que foram feitos "progressos assinaláveis" em matéria de internacionalização da economia e captação de investimentos, apontando como exemplos o programa Netinvest e a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP).
Questionado pela Agência Lusa sobre o facto de, apesar de ter sido lançado várias vezes pelo Governo, o programa de promoção do investimento Netinvest nunca ter saído do papel, Paulo Pisco mostrou-se convicto de que "mais cedo do que tarde" a iniciativa irá avançar.
" Está completamente estruturado, tem dotação e vai avançar. É um programa bem estruturado, com objetivos bem definidos e de tanta utilidade na relação entre Portugal e os empresários das comunidades portuguesas que terá de avançar", disse.
Paulo Pisco insurgiu-se contra o discurso dos partidos da oposição sobre a situação económica e financeira do país, considerando que em nada contribui para atrair os investimentos e as remessas dos emigrantes.
"As estratégias de captação de investimento deviam passar por os responsáveis da oposição, designadamente do PSD, não passarem o tempo inteiro a dizer que o país está à beira da bancarrota porque é falso e produz o efeito inverso. Se continuarem (…), não só não se captam investimentos e poupanças, como os capitais que cá estão têm tendência a fugir".
 

Comentar


Código de segurança
Actualizar


Page Peel Banner

Tradutor

Portuguese English French German Italian Spanish
Faixa publicitária
Faixa publicitária

JoomCategories for JoomGallery