Palop News, Noticias em Portugues no Reino Unido

  • Aumentar fonte
  • Tamanho normal
  • Diminuir fonte
Home Comunidade Portugal Gilberto Ferraz escreve a Cameron

Gilberto Ferraz escreve a Cameron

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
O jornalista português Gilberto Ferraz, ex Presidente do Sindicato dos Jornalistas da BBC a residir em Londres por 50 anos, escreveu a David Cameron dizendo ser "incompreensível" que os imigrantes da União Europeia não tenham direito ao voto no referendo previsto para a continuação do Reino Unido na União Europeia.
"Como cidadão (Português) da União Europeia, residente e contribuinte fiscal quase durante 50 anos no Reino Unido, não compreendo porque, votando em eleições europeias, direito outorgado pelo Tratado de Maastricht, não tenho semelhante direito em exercê-lo em tão importante referendo europeu".
O referendo que terá lugar até 2017, inclui apenas a lista eleitoral para as legislativas. Isto torna-se tão mais estranho, quando sabemos de cidadãos portugueses que afirmam ter votado nas últimas legislativas e outros não.
Gilberto Ferraz, pede a revogação da Lei Eleitoral a aplicar no referendo sobre a continuação do Reino Unido na União Europeia.
Segundo a Lei, pode votar qualquer cidadão com 18 anos ou mais, os naturais da Irlanda e dos países da Commonwealth a residir no Reino Unido e os britânicos a viver há menos de 15 anos no estrangeiro.
Na sua página do Facebook, Gilberto Ferraz desafia todas as pessoas a escrever a David Cameron, a exigir que o referendo seja aberto a quem pode votar nas eleições europeias.
Pelo valor de um selo, colabore com esta ideia. Mande também a sua carta. Aqui ficam as instruções e o modelo de Gilberto Ferraz:

O seu nome e endereço

London, 26th May 2015 
The Right Honourable
David Cameron, MP, Esq.
The Prime Minister
10 Downing Street,
London SW1 1AA

Sub: EU Referendum Voting

Dear Prime Minister, 
As an EU (Portuguese) citizen, resident and tax payer for almost X (anos em que vive em UK) years in the UK, I do not understand why, being able to vote on European Elections, a right conceded by the Treaty of Maastricht, DO NOT HAVE THE SAME RIGHT TO DO SO IN SO IMPORTANT EVENT LIKE THE COMING EUROPEAN REFERENDUM.
I appeal , and still sincerely hope that there is the necessary change of mind by the Government that you are leading for this UNDEMOCRATIC DECISION be revoked.
Yours sincerely,

Agora assine e envie pelo correio

PN
 

Comentar


Código de segurança
Actualizar


Page Peel Banner

Tradutor

Portuguese English French German Italian Spanish
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária

JoomCategories for JoomGallery