Palop News, Noticias em Portugues no Reino Unido

  • Aumentar fonte
  • Tamanho normal
  • Diminuir fonte
Erro
  • Erro ao carregar dados do sinal web.
Home Comunidade Angola
Angola

Angola entre os países com maior risco de ataques terroristas nos próximos anos - relatório

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
Angola consta entre os países que correm o maior risco de serem afetados por ataques terroristas durante os próximos anos, referiu hoje um relatório internacional sobre a evolução do terrorismo no mundo.
O relatório 2014 Global Terrorism Index - GTI (na versão em inglês), apresentado em Londres pelo Institute for Economics and Peace (IEP), colocou o país lusófono num grupo de 13 países em risco de um aumento substancial de terrorismo.
A par de Angola, o instituto com sede na Austrália identificou ainda os outros países: Bangladesh, Burundi, República Centro-Africana, Costa do Marfim, Etiópia, Irão, Israel, Mali, México, Birmânia (Myanmar), Sri Lanka e Uganda.
“As conclusões deste relatório também são úteis para fornecer uma orientação para a avaliação do risco de futuros ataques terroristas em
 

Progressos de Angola para melhorar ambiente empresarial são "lentos" - Economist

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
A consultora Economist Intelligence Unit considera que os progressos de Angola nas reformas estruturais para melhorar o ambiente empresarial continuam lentos, tendo revisto em baixa a perspetiva de crescimento do país de 5,9% para 4,5%.
De acordo com uma nota de análise da unidade técnica da revista britânica The Economist, a que a Lusa teve acesso, "os progressos na adoção de reformas estruturais para fortalecer o ambiente empresarial continuam lentos, e uma das medidas-chave introduzidas este ano - um aumento nas tarifas de importação destinado a aumentar a produção doméstica - arrisca-se a consolidar interesses obscuros".
No documento que serve primordialmente para comentar a melhoria decretada a 8 de agosto pela Moody's no 'rating' de Angola, de Ba3 para Ba2, e na perspetiva de avaliação, de Estável para Positiva, a EIU diz que "há vários pontos de interrogação sobre a perspetiva futura de crescimento do país e sobre o orçamento", essencialmente devido à forte dependência da economia do setor do petróleo.
"O preço do petróleo, o principal motor da economia angolana, continua alto, mas a taxa de produção tem sido menor que
 

Ex militares angolanos em associação no Reino Unido

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
Fundada em 2012, a AEMARU (Associação dos Ex-Militares Angolanos no Reino Unido e Irlanda do Norte), mostra serviço na filantropia e ações de solidariedade.
Defende no seu programa, ações de caráter social, educativo e cultural assumindo-se como Organização sem fins lucrativos.
Esta estrutura associativa, é composta por ex-militares angolanos a residir no Reino Unido e Irlanda do norte, numa comunhão de objetivos que consistem em "desenvolver a cooperação e a solidariedade através da organização de eventos tendo como alvo os ex-militares, ex-polícias e crianças orfãs do tempo de guerra" - diz no comunicado.
A associação, é presidida pelo ex-militar São João Manuel desde a sua
 

Livro sobre 27 de Maio de 1977 em Angola gera mais perguntas que respostas

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
O mais recente livro sobre o alegado golpe de 27 de Maio de 1977 em Angola "levanta mais perguntas do que respostas" sobre as verdadeiras intenções, envolvidos e número de mortos, admitiu a jornalista britânica Lara Pawson. 
"O meu livro não é uma história definitiva do 27 de Maio, é a minha investigação e mais trabalho precisa de ser feito", afirmou à Lusa, a propósito de "Em Nome do Povo - O massacre que Angola silenciou", livro que lançou em Londres.
A autora estará em Lisboa em junho para apresentar o livro, que chega às livrarias portugueseas, editado pela Tinta-da-China. 
O livro, que demorou sete anos a escrever, representa uma investigação de sete anos da antiga correspondente da BBC em Angola (1998-2000), demora que atribui à própria "lentidão" e à incerteza criada
 

Consulado Angolano para os angolanos no Reino Unido

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
O Sector Consular da República de Angola no Reino Unido estabeleceu um programa que visa a regularização documental dos cidadãos angolanos residentes naquele país. Por esta via os representastes do Consulado tem levado a cabo uma série de visitas nas cidades Britânicas onde existe comunidade angolana.
Jorge Moises Kachava 3ª Secretario do Consulado fez-se deslocar com uma comitiva do Sector Consular em Leeds, no dia 26 de Maio, onde se constatou a prestação de serviços consulares, concedendo uma
 


Página 1 de 2

Page Peel Banner

Tradutor

Portuguese English French German Italian Spanish
Faixa publicitária

Angola - Reconstrução Nacional


JoomCategories for JoomGallery