Palop News, Noticias em Portugues no Reino Unido

  • Aumentar fonte
  • Tamanho normal
  • Diminuir fonte
Home Aconselhamento legal Viajando para os Estados Unidos

Viajando para os Estados Unidos

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
Geralmente, um cidadão de um país estrangeiro que pretende entrar nos Estados Unidos deve primeiro obter um visto, o qual permite ao seu titular viajar para os EUA e requerer a entrada no país; o visto não é garantia de entrada. Cabe ao agente de imigração no aeroporto de entrada determinar se o portador do visto pode entrar em território americano.
Determinados viajantes internacionais podem viajar para os EUA sem necessitarem de visto desde que atendam as exigências do Programa de Isenção de Vistos (Visa Waiver Program (VWP), o qual permite que os viajantes entrem no país sem necessidade de visto, por um período de 90 dias, desde que em negócios ou lazer.
Não necessitam de Visto caso se tratem de cidadãos de um dos seguintes países: Alemanha, Andorra, Austrália, Áustria, Bélgica, Brunei, Chile, Coreia do Sul, Dinamarca, Eslovênia, Eslováquia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Irlanda, Islândia,  Itália, Japão, Letônia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Mônaco, Noruega, Nova Zelândia, Países Baixos, Portugal, Reino Unido, República Checa, São Marino, Suécia, Suíça, Singapura e Taiwan.
Alguns países são candidatos ao Programa de Isenção de Vistos. Esses países são chamados “road map” (no caminho). Desde 2005, os Estados Unidos estão em negociações com os "road map" que estão interessados em juntar-se ao programa. São eles: Argentina, Bulgária, Brasil, Croácia, Chipre, Hong Kong, Israel, Romênia, Turquia e Uruguai. O Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos é o responsável pela avaliação detalhada do país que pretende entrar no Programa de Isenção de Vistos e não existe uma regra determinando quanto tempo um país pode ser nomeado “road map” antes de sua aprovação ou rejeição pelo programa.
Aos demais viajantes que não fazem parte do Programa de Isenção de Vistos deverão aplicar para um visto de não- imigrante, o qual é utilizado para visitas de turismo, negócios, trabalho e estudos. 
O motivo da viagem aos Estados Unidos determinará qual o tipo de visto apropriado para sua viagem. Os tipos de vistos de não-imigrantes mais comuns são:  Visitante: Negócios, Turismo, Tratamento médico. Para pessoas que desejam entrar nos Estados Unidos temporariamente para negócios (B1), incluindo participação em reuniões profissionais ou conferências; por lazer, incluindo férias ou visitar a família ou tratamento médico (B2); ou uma combinação de ambos (B1/B2) propósitos com duração de até seis meses; Trânsito: utilizado apenas para aqueles que estejam em viagem de conexão ou trânsito para outros países via Estados Unidos (C-1) ou por tripulantes de aeronaves e navios que irão transitar pelos Estados Unidos a trabalho (C-1/D); Diplomatas & funcionários de governos estrangeiros: visto (A-1/A-2); Empregado doméstico de um portador de visto A-1/A-2: visto  (A-3);  Estudantes Acadêmicos: visto (F-1); Funcionários de Organismo Internacional: visto (G-1/G-4); Empregado doméstico de um portador de visto G-1/G-4: visto (G-5); Trabalhadores temporários incluindo o estagiário: visto (H/H3); Jornalistas e membros da mídia: visto (I); Intercâmbio: visto (J-1); Trabalhadores temporários (transferência na mesma empresa): visto (L); Trabalhadores temporários (transferência na mesma empresa) (múltiplos estrangeiros): visto (L-Blanket); Estudantes vocacionais: visto (M); Pessoas com habilidades extraordinárias em Ciências, Artes, Educação, Negócios ou Atletismo: visto (O ou P); Intercâmbio Cultural Internacional: visto (Q); Trabalhadores Religiosos: visto (R).
Diante das inúmeras categorias de vistos, alertamos sobre a importância de viajar com o visto correto, evitando problemas ao chegar ao porto de entrada dos Estados Unidos, inclusive com o risco de retornar ao país de origem por estar viajando com o visto inadequado.
Damos o seguinte exemplo: se você vai participar de uma conferência ou palestra (mesmo que seja como espectador), não é suficiente aplicar apenas para o visto de turista (B-2), pois, nesse caso, é obrigatório o visto de negócios/profissional (B-1) ou o visto B-1/B-2.
Para orientar na aplicação do visto adequado para sua viagem aos Estados Unidos, nossa equipe dispõe de profissionais especializados na área, inclusive com escritório em New York, os quais poderão auxiliá-lo a planejar com antecedência e segurança o seu processo de solicitação de visto.

Dra Soraia Pereira
Advogada Brasil e Portugal
_____________________________________________________________________________
Este artigo foi redigido meramente para fins de informação e debate não devendo ser considerado uma opinião legal para qualquer operação de negócio específico.
2015. Direitos Autorais reservados a NABAS INTERNATIONAL LAWYERS 
 

Comentar


Código de segurança
Actualizar


Page Peel Banner

Tradutor

Portuguese English French German Italian Spanish
Faixa publicitária
Faixa publicitária

JoomCategories for JoomGallery